terça-feira, 1 de março de 2011

ELETRO ENCÉFALO TRAMA

Perdi o fio
da meada,

quando da sutura
do cordão
Umbilical.

Perdi o rumo
da estrada,

quando voltava
do Umbral.

Da pá de
Cal,

à minha vida
dispensada,

ficou;

um tudo,
um pouco,
um nada.

2 comentários:

  1. Os cinco primeiros versos não precisam de mais nada. bj!

    ResponderExcluir
  2. ..um tudo..um pouco..um nada..

    ResponderExcluir